Entre as ações de atendimento estão orientação sobre direitos (família, cível, criminal, trabalhista, previdenciário, consumidor, moradia, saúde), obtenção de documentos para a cidadania, escuta qualificada (mediação de conflitos, visitas, atendimento em psicológico em grupo), educação em direitos, denúncia de violações de direitos, entre outros.

Saiba mais

O Centro de Direitos Humanos de Sapopemba “Pablo Gonzáles Olalla” (CDHS), fundado em 16 de junho de 2001, no bairro do Sapopemba, Zona Leste da Capital do Estado de São Paulo, é uma associação civil, sem fins lucrativos, de caráter não governamental, ecumênico e suprapartidário, que considerando a ética, a cultura da paz, os valores democráticos e o exercício da cidadania ativa, tem como objetivos a defesa dos direitos humanos, a promoção do direito à saúde e à educação, bem como a formação de agentes sociais, visando somar forças junto às lutas sociais para a efetivação dos direitos dos cidadãos e promoção da vida digna.

O CDHS atua no distrito de Sapopemba, Zona Leste de São Paulo. Sapopemba é o segundo distrito mais populoso da cidade de São Paulo, com aproximadamente 283.000 habitantes. Em seu território existem 37 favelas e vários conjuntos habitacionais populares, sendo que a maioria da população vive na linha da pobreza ou em condição de miséria.

Não obstante as condições de exclusão social, a região é conhecida pela organização popular e capacidade de mobilização.

O QUE É?

É uma organização de direitos humanos, sem fins lucrativos, criada no ano de 2001 por pessoas ligadas às comunidades e aos movimentos sociais de Sapopemba.

O QUE FAZ?

O Centro de Direitos Humanos de Sapopemba

  1. Orienta as pessoas sobre seus direitos e como buscar esses direitos.

  2. Acompanha e defende casos que podem servir de prevenção para a população de Sapopemba. Por exemplo: defender um grupo de famílias que estão com ordem de despejo e não têm para onde ir.

  3. Incentiva as pessoas a lutar por seus direitos: lutar por moradia; creches; serviços de saúde; atendimento para tratamento de drogadição; etc.

  4. Oferece formação para lideranças sociais, educadores/as, professores, estudantes, pessoas que queiram conhecer sobre os direitos humanos.

  5. Denuncia e acompanha casos de violência policial e outras violações de direitos humanos contra a população.

  6. Faz atendimento psicológico para vítimas de violência.

  7. Articula-se com outros grupos e organizações da região para buscar melhorias para as pessoas que vivem em Sapopemba.

  8. Compõe a coordenação da Escola de Cidadania de Sapopemba.

COMO SE MANTÉM?

Através de doações espontâneas e lícitas de pessoas ou grupos que querem ser solidários com as atividades desenvolvidas pelo Centro de Direitos Humanos de Sapopemba. O CDHS também conta com trabalhos voluntários e estagiários de serviço social, da psicologia e direito. O CDHS não recebe nenhum dinheiro ou qualquer outro recurso do poder público.

O CDHS COBRA PELOS SERVIÇOS?

Não. Todo atendimento e todos os serviços são oferecidos gratuitamente.

O CDHS FAZ PARTE DE ALGUM PARTIDO POLÍTICO OU IGREJA?

Não. As pessoas que trabalham ou são voluntárias na entidade podem fazer parte de partidos políticos e ter ou não religião, mas não podem fazer propaganda do partido ou da religião no trabalho do CDHS. O que o CDHS faz é orientar as pessoas a conhecerem as propostas e a atuação de candidatos/as para saber quem se propõe a defender melhor os interesses da população.

COMO POSSO CONTRIBUIR COM O CDHS?

Você pode conhecer melhor os direitos humanos e divulgá-los. Pode fazer doações lícitas de qualquer valor. Pode ser voluntário/a. Pode divulgar o trabalho do CDHS.

Bem vindo